De que forma o excesso de rotações afeta o disco da embraiagem

É verdade que um disco da embraiagem se pode danificar por excesso de rotações?


Tal como outros componentes, um disco da embraiagem é uma peça concebida para trabalhar em algumas condições determinadas de acordo com as características do veículo. Entre estes valores de tolerância encontramos o da aceleração. Se o regime de rotações do disco ultrapassar o valor limite pré-estabelecido, podem ser gerados danos irreversíveis como o descolamento dos revestimentos. É necessário ter em consideração que a velocidade de rotação do disco nem sempre vai estar relacionada com a do motor, uma vez que neste caso depende da velocidade engatada na caixa de velocidades. Por exemplo, podemos ter o caso de um condutor que, por erro, engata uma velocidade inferior numa redução (p. ex. 2.ª em vez de 4.ª). Se a velocidade estiver engatada, a desmultiplicação da caixa de velocidades multiplica as rotações do disco, com o pedal da embraiagem ainda pressionado. Isto pode resultar no descolamento dos revestimentos por centrifugação.